HUGO LEONARDO

Dança

Por caminhos e contextos diversos dedica-se à Dança como um jogo poético-relacional aberto, coreográfico ou não.

Neste histórico se destaca a atuação extensa e intensa na comunidade de prática do Contato Improvisação no Brasil e em diversos países, desde 2001, a idealização e direção artística do EmComTato Festival de Arte Movimento e Vida -inaugurado em 2010 em Salvador-Bahia e atualmente realizado em Palmeiras, no interior da Bahia – e o workshop anual Macacos Aquáticos: Contato Improvisação e outras danças imprevistas na Água, desde 2015, no litoral da Bahia. 

Mestre em Dança (2008) e Doutor em Artes Cênicas (2013) pela Universidade Federal da Bahia, em cujo percurso artístico-acadêmico se dedicou especialmente à reflexão e à articulação teórico-prática em torno de temas da improvisação em dança e estudos no campo da cognição, resultando na autoria dos livros “Poética da Oportunidade: Estruturas Coreográficas Abertas à Improvisação” (EDUFBA, 2009) e “Desabituação Compartilhada: contato improvisação, jogo de dança e vertigem” (Independente, 2014).

É construtor, sonhador e jardineiro da NAU Nascente de Artes e Utopia, em uma propriedade rural de 5 hectares localizada nos limites do Parque Nacional da Chapada Diamantina, como lar e espaço de residências de criação dedicado ao cultivo de conhecimento e redes para realidades utopistas e poéticas.

Atuou como dançarino do Grupo X de Improvisação em Dança (Salvador 2002-2012), direção coreográfica de Fafá Daltro, no GP CorpoAudivisual (Salvador 2006-2012), direção artística e coreográfica de Ivani Santana e no GDC Grupo de Dança Contemporânea da UFBA (2004-2006), direção artística de Dulce Aquino e direção coreográfica de Ivani Santana.

DANÇA IMPREVISTA

Oficina

Abordagens improvisacionais para ver e fazer dança

Oficina abordando diferentes estratégias para a improvisação enquanto estado subjetivo e cênico de dança. A Oficina é conduzida pelo dançarino Hugo Leonardo, compartilhando memórias, achados e invenções de sua trajetória artística e acadêmica na dança contemporânea, com foco especial em estudos cognitivos.

Nascedouro

Manguezal na Ilha de Boipeba, no Encontro Macacos Aquáticos. The mangrove in Boipeba Island, at Aquatic Monkeys 2018.

Go to link