Em função da pandemia, estamos com as atividades do Cineclube suspensas. Mas ficam aqui dois dos nossos filmes, para sustentar a saudade!

Território e Comunidade são os eixos conceituais e temáticos que conduzem as atividades do Cineclube Eldorado.

O Cineclube Eldorado nasceu intrinsicamente vinculado a questões concretas e metafóricas sobre “Território”, desde a sua concepção pela cineasta Larissa Leão e pela assistente social e liderança do MST Edicleia Miranda para levar um programa de atividades cineclubistas ao Assentamento Eldorado do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terras, no município de Santo Amaro, no recôncavo baiano, em dezembro de 2017.

A partir de 2019, em associação com a NAU Nascente de Artes e Utopia, as atividades passaram a ser desenvolvidas em Palmeiras, na Chapada Diamantina, indo ao encontro das comunidades quilombolas locais, olhando para as manifestações de cultura popular do município, convivendo, ouvindo e retratando o seu modo de vida, as suas lideranças, as suas personalidades icônicas ou singulares.

O Cineclube Eldorado tem atuado em intervenções e realizações audiovisuais que vão desde a vídeo-arte à pesquisa documental, passando pela performance e exibições na rua, em casa ou na zona rural, sempre buscando sublinhar, antes de mais nada, a perspectiva de “Território” como paisagem humana e social.  

Ao mesmo tempo que “Território” é também metáfora para o próprio corpo e o indivíduo: em trânsito, em transformação, vulnerável, mercador de culturas e símbolos, transgressor de fronteiras, inovador de tradições.

  • YouTube
  • Instagram